Esmagar a despesa é palavra de ordem nos dias que correm em que todos passamos por grandes dificuldades financeiras.
Poupar está mais do que nunca na boca de todos os portugueses e no dia a seguir à aprovação em Assembleia Municipal de mais um empréstimo de cerca de um milhão de euros a contrair à Caixa Geral de Depósitos pela Câmara Municipal da Nazaré, importa talvez relembrar as recomendações da Agência Regional de Energia e Ambiente do Algarve.
Realizadas 260 auditorias em edifícios municipais, concluiu que seria possivel reduzir em 20% o consumo de energia, o que resultaria numa poupança média anual de 280 mil euros.
Fica o mote para a realização na nossa vila da Carta Energética Municipal – levantamento e caracterização de todos os pontos de consumo (iluminação pública e edifícios municipais).
A autarquia já integra a Agência Regional de Energia e Ambiente do Oeste, tem parceiros com o Know-how, e já abriu a porta à eficiência energética.
“Lâmpadas pouco eficientes, computadores e sistemas de ar condicionado ligados em salas vazias, até monumentos iluminados quase 24 horas por dia”, são algumas razões apontadas para o agravamento do consumo de energia.
A proposta fica no ar, venha a auditoria e avancemos com a implementação de medidas concertadas, a poupança é apelativa.

Anúncios