Foi a primeira vez que um português disputou uma final ATP World Tour e logo em casa. Foi a primeira vez que no aquecimento de um jogo de ténis se ouviu A Portuguesa. Foi a primeira vez para o João Afonso que não se cansou de gritar “Força Gil”. Foi a primeira vez que a final do open português precisou de 2h33m para se decidir. Ainda não foi desta a primeira vez que a taça ficou em casa. Montanes além de ser o campeão em titulo, tinha só eliminado Federer na meia-final! Valeu o esforço de Frederico que proporcionou um excelente espetáculo e nos fez vibrar até ao último ponto. Quem sabe para o ano?

Anúncios